Facebook Divance    
Ligue (54) 3522.5231
divance@divance.com.br

EMPRESA

Tendo início de suas atividades em março de 1998, a empresa almeja alcançar o cume de suas realizações, pois acredita na sua capacidade de produzir resultados. Focada no cliente com um criteriosa seleção de matéria prima e acompanhando os melhores padrões de design e qualidade a empresa vem conquistando mercado e superando metas de crescimento pré estabelecidas. Graças a isso nos motivamos em fazermos o melhor, sempre prezando pela satisfação do nosso público consumidor a "mulher".

TEMOS COMO NEGÓCIO:

Moda com conforto e sensualidade.

NOSSA MISSÃO:

Fazer moda íntima com qualidade, buscando satisfazer clientes q buscam a autoestima, harmonizando sensualidade, conforto e elegância.

NOSSOS PRINCÍPIOS:

Valorizar colaboradores e fornecedores, diferenciar sensualidade de vulgaridade, ser competitiva respeitando concorrentes, satisfazer e fidelizar clientes. Sempre respeitando nosso público consumidor a "mulher".


HISTÓRIA DA LINGERIE:

Os primeiros registros que mostram modelos de "calcinhas" datam do ano 40 A.C., em Roma. Pedaços de algodão, linho ou lã eram amarrados ao corpo como fraldas. Faixas de pano também eram amarradas na altura dos seios. O uso de uma espécie e calção, inspirado nos culotes masculinos, foi introduzido no século XVI por Catarina de Médicis, que o utilizava para montar a cavalo. A partir desse século, a roupa íntima feminina, mais elaborada e produzida com tecidos claros, dando a impressão de quadris bem largos.

O PRIMEIRO SOUTIEN

No final do século XIX, foi criado na França o precursor do soutien, numa tentativa de oferecer às mulheres mais conforto do que o repressor espartilho. A boutique de HeminieCadolle elaborou um modelo em tecido à base de algodão e seda, semelhante aos modelos atuais. Em 1914 o soutien foi devidamente reconhecido e patenteado nos Estados Unidos pela socialite nova-iorquina Mary Phelps Jacob. Era feito com 2 lenços, um pedaço de fita cor-de-rosa e um pouco de cordão. Ela resolveu vender a patente a uma fábrica de roupas femininas, a Warner Brothers CorsetCompany, por 15 mil dólares da época. Na década de 80 a cantora Madonna consagrou a exposição da lingerie, usando soutien, corpetes e cintas-ligas como roupas, e não mais como under- wear (roupa de baixo). O público feminino adotou a idéia e a explora até hoje.

@ 2015 Divance - All rights reserved